We noticed that you may be viewing portugal.4life.com from a different country. To get the best experience we suggest double checking that you're on the website closest to you.
Blog da 4Life Ciência, Sucesso, Serviço, Satisfação

É POSSÍVEL VIVER SEM STRESS?

É POSSÍVEL VIVER SEM STRESS?

A resposta a esta pergunta é simples: Não.

Segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), o stress é definido como uma resposta física e emocional aos danos causados por um desequilíbrio entre as exigências e os recursos percecionados e as capacidades dos indivíduos para lidarem com essas mesmas exigências. O stress pode ser igualmente interpretado como uma “sobrecarga” do corpo durante um determinado período de tempo. Em alguns momentos da sua vida, é normal sentir-se sobrecarregado pelo trabalho, problemas financeiros, doenças, perdas de entes queridos ou por qualquer coisa que o esteja a preocupar.

Existem muitos fatores que podem causar-nos stress. Alguns dos sintomas de stress mais frequentes são a ansiedade, a dificuldade em adormecer, dores de cabeça, perturbações gastrointestinais, tensão muscular, cãibras e alterações na frequência cardíaca. Contudo, o mais importante é determinar quais são os recursos que podemos utilizar para lidar com o stress.

Quais são os recursos de que dispomos para evitar o stress?

 

Saber o que causa o stress

Um passo simples mas fundamental consiste em identificar o que nos coloca sob stress.
Para algumas pessoas pode ser chegar atrasado, perder um comboio ou participar numa reunião. Ao passo que outras pessoas sofrem de stress quando sentem que não estão suficientemente preparadas para um evento importante ou porque consideram que algo negativo pode acontecer. Causas diferentes requerem soluções diferentes. Se a ideia de perder um comboio o deixa sob stress, tente chegar à estação 15 minutos mais cedo. Se sente stress relacionado com uma reunião, passe algum tempo a preparar minuciosamente o conteúdo da mesma. Se tem pensamentos negativos, utilize técnicas de “paragem de pensamento”.

 

Dieta saudável

Uma dieta saudável e equilibrada, com baixo teor de gordura e açúcar, é um dos pilares da nossa saúde física e mental. Devemos evitar comidas e bebidas estimulantes e reduzir o consumo de álcool. As refeições ligeiras facilitam a digestão e fazem-nos sentir menos “inchados” e mais energéticos. Devemos aprender a reconhecer quando comemos o suficiente e saber parar. O autocontrolo durante as refeições é uma questão pendente que temos de resolver.

Alguns alimentos com efeitos positivos durante períodos de stress incluem:

  • Alimentos ricos em magnésio: cacau (em moderação), cereais integrais, frutos secos, verduras e leguminosas.
  • Alimentos ricos em ómega 3: óleo de peixe (salmão, sardinhas, cavala e atum), nozes e sementes de linhaça.
  • Frutas e legumes que nos fornecem antioxidantes e ajudam a proteger-nos do efeito do stress oxidativo, evitando o envelhecimento prematuro das nossas células.

 

Suplementos dietéticos

Caso não tenhamos o hábito de ingerir todos estes alimentos que nos ajudam a lidar com o stress, podemos completar a nossa ingestão nutricional com suplementos dietéticos.

  • Suplementos de plantas adaptogénicas*: Maral (Rhaponticum carthamoides), Esquisandra (Schisandra chinensis) e Erva-moura-sonífera (Withania somnifera L).
  • Suplementos/infusões de ervas com plantas e ingredientes que promovem o relaxamento e ajudam a adormecer: erva-cidreira, valeriana, L- teanina e erva-moura-sonífera (Withania somnifera L).
  • Suplementos/infusões de ervas/especiariais com nutrientes antioxidantes: chá verde, curcuma e Polygonum cuspidatum (rico em resveratrol).

 

Exercício físico

Existem muitas formas diferentes de aumentar o seu exercício físico. Pode inscrever-se num ginásio, correr vários quilómetros, subir e descer escadas ou ir de bicicleta para o trabalho. Algumas destas hipóteses devem ser compatíveis com as suas preferências e estilo de vida.

 

Atividades de lazer

Quais são as atividades que lhe permitem relaxar e desligar-se da realidade? Talvez goste de ler, ouvir música, dar um passeio no parque ou cozinhar. Cada um de nós tem de encontrar as atividades que nos fazem sentir bem e arranjar tempo para elas, que é a parte mais difícil.

Seja qual for o tipo de stress (stress crónico, stress relacionado com o trabalho ou stress pós-traumático) existem ferramentas disponíveis para evitar e gerir o mesmo. Identificar as causas do stress é um dos fatores-chave para o combater.

Todos temos aliados à mão para combater o stress, tais como alimentos saudáveis, suplementos dietéticos específicos, obter repouso suficiente, sono reparador ou exercício físico. Obviamente, tudo isto deve ser reforçado com uma atitude positiva.

 

*Plantas com substâncias que regulam as funções corporais e fortalecem os órgãos que são afetados pelo stress. Definição da SEFIT (Sociedade Espanhola de Fitoterapia).